Princípios da cosmética natural revolucionária

(tempo de leitura: 4 min)


A cosmética natural invadiu as praças, as feiras, as redes sociais, as casas, as conversas, as bolsas e as prateleiras dos banheiros e das cozinhas. Ela representa um movimento de pessoas que priorizam um estilo de vida mais saudável, sustentável e autônomo.

Simples assim. E, ao mesmo tempo, bem mais profundo.


Para além de promover a substituição dos produtos convencionais oriundos da bilionária indústria da beleza por produtos equivalentes naturais e caseiros, a cosmética natural sobretudo trata:

1. da compreensão de que muitos dos nossos hábitos de consumo atuais estão atrelado a um pacote de necessidades e padrões criados por uma indústria de base química, sintética e comercial e que sustenta valores racistas e machistas;

2. da necessidade de fazermos escolhas mais conscientes em relação aos cuidados com a nossa higiene, saúde e bem-estar e em relação aos cuidado com as crianças, com o ambiente, com os animais; pelo banimento do uso de insumos tóxicos, pelo fim dos testes laboratoriais feitos nos bichanos;

3. do desenvolvimento de autoconhecimento, que permeia uma compreensão das nossas reais necessidades pessoais – tão particulares, e da perspectiva de autocuidado, que traz consciência, liberdade e autonomia aos hábitos que assumimos cotidianamente.


A indústria e mercado da beleza quer fazer com que a gente acredite que precisamos de dezenas e dezenas, quiçá centenas, de produtos de higiene, embelezamento, perfumaria.

Mas não, não precisamos. Só quem precisa de tudo isso são eles mesmos.

Nesse sentido, a cosmética natural é de fato revolucionária. Pois, na medida que ela vai sendo entendida como cuidados naturais – que pouco tem a ver com a mera substituição de produtos – nos possibilita expandir a visão. Amadurecemos então o entendimento sobre a prática do autocuidado, sobre a autonomia do saber cuidar e o privilégio de poder cuidar de nós e dos nossos.


Isso quer dizer que optar por produtos cosméticos naturais significa assumir nossa beleza natural, rejeitando os padrões impostos e os milhares de insumos químicos, sintéticos, ultraprocessados – muitos potencialmente ou conhecidamente perigos, derivados da indústria químico-farmacêutica.

Também significa trocar marcas e status por qualidade e pessoalidade; sair dos shoppings e lojas franquiadas e voltar a suprir nossas necessidades nas feirinhas, nas indicações de conhecidos, através de relações diretas entre produtores e consumidores, fomentando assim uma economia mais solidária e humanizada.


É muito mais do que modismo. É um movimento verdadeiro que invadiu!

Porque chegou reacendendo uma chama muito intensa e profunda, muito antiga, manifestada na sabedoria alquímica feminina, desenvolvida e transpassada através de incontáveis gerações de mulheres.

E ainda, porque é uma das faces do resgate do fazer em casa, fazer com as mãos, da arte e do ofício como algo único, do ser mulher cuidadora, autônoma e protagonista das próprias rotinas de cuidados com o corpo, a mente, a família, o lar, o planeta.



Que a gente possa sempre olhar no espelho em paz e confiança,

CORPO – MENTE – ESPÍRITO.

Que caminhemos em harmonia com nossa beleza natural, sem precisar de inúmeros produtos para intermediar a relação de nós com nós mesmxs.




Aviso aos paulistanos!

Se você busca ressignificar sua beleza, tornar a sua rotina de cuidados pessoais mas saudável, gerar menos lixo e mais impacto positivo na sociedade e no meio ambiente, ou apoiar uma mana artesã-empreendedora, ou ainda aproveitar melhor os espaços públicos da cidade de São Paulo para lazer e cultura, visite a Feira Agroecológica e Cultural de Mulheres no Butantã (@feira_mulheres).

Mais do que mulheres oferecendo produtos de consumo alternativo, você irá encontrar uma rede de pessoas conectadas e comprometidas com todas essas temáticas transformadoras, construindo um espaço de vivência profundamente inspirador.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: